April 3

Review: mountain bike Rockrider ST500 da Decathlon

Esse post é inteiro dedicado para analisar a nova Rockrider ST500 do ano 2021/2022 da Decathlon, mountain bike de entrada para iniciantes.

Eu analisarei a bike da seguinte maneira:

  1. Visão geral
  2. Quadro;
  3. Suspensão
  4. Transmissão;
  5. Rodas;
  6. Freios;
  7. Custo X Benefício e concorrentes;
  8. Essa bicicleta é para mim?;
  9. Onde comprar.

1 aviso importante:

A nova Rockrider ST500 tem preço sugerido de R$2899. Portanto, qualquer coisa que eu falar sobre ela aqui é levando isso em conta. Em outras palavras, se eu disser “essa peça é boa…” você completa com a frase “…levando em conta que ela custa R$2899”.

Dito isso, vamos lá:

1- Visão geral

Ideal paraIniciantes no mountain bike que querem sua primeira bicicleta.

Custo X Benefício

Preço de modelos assim já foi melhor, mas o da Rockrider ST500 se equipara com o das principais concorrentes

Componentes

Componentes bons para iniciantes com freios melhores que modelos mais simples

Quadro

Quadro com garantia vitalícia, com furações para bagageiro e tamanhos 15,5, 17, 19 e 21. Excelente

Resumo:

Rockrider ST500 é uma das mountain bikes de entrada com um dos melhores custo x benefício do mercado.

Ela não é tão simples como ST120 e Hacker Sport. Já nas concorrentes diretas, como Hacker HDS e Caloi 29, ou ela tem preço melhor, ou componentes melhores.

Loja recomendada para compra: Decathlon.com.br

Preço sugerido: R$2899

 2- Quadro

O quadro é certamente o maior ponto forte da mountain bike de entrada ST500

Feito pela OX em Manaus, que é a mesma fabricante de quadros Oggi, Rockrider, entre outras marcas, ele é todo em alumínio 6061, ele provavelmente deixa a bike com o mesmo peso de todas as concorrentes: entre 14,5kg e 15kg.

Ele também vem com garantia vitalícia para primeiro dono. Excelente vantagem se comparado com os inúmeros modelos “baratos” como Dropp, GTSM1, Sutton e companhia limitada que sequer oferecem 1 ano.

Além disso, o quadro da nova Rockrider ST500 vem também com oferta de tamanho S (15,5″), M (17″), G (19″) e GG (21″) e duas cores, Chumbo (link) e Azul Claro (link)

Vale ressaltar que o quadro da ST500 possui headtube (o frontal do quadro) que possibilita a instalação de suspensões de espiga reta somente. Isso não é um ponto positivo, pois possibilita a instalação de suspensões mais básicas, mas isso não é algo que estrague a bike.

3- Suspensão

A suspensão da Rockrider ST500 é uma Rockrider genérica de 100mm de curso com trava no Guidão.

Essa configuração acontece virtualmente em todas as mountain bikes de entrada. Isso quer dizer que a suspensão da nova ST500 é provavelmente uma Zoom a elastômeros adesivada com a marca da Rockrider.

Para o uso iniciante de entrada, essa suspensão atende. Mas não espere muito. Em algum tempo já será possível notar como uma boa suspensão faz diferença. Eu já até escrevi inclusive que se tiver que escolher entre uma suspensão barata ou um garfo rígido, vá de garfo rígido.

4- Transmissão

A transmissão de uma bicicleta é composta pelos seguintes itens:

  1. Câmbio traseiro;
  2. Câmbio dianteiro;
  3. Cassete/catraca;
  4. Corrente;
  5. Pedivela e eixo central;

A transmissão da Rockrider ST500 é um composto interessante de Shimano Tourney com cassete Sunrace de 8 coroas. Isso entrega à bike um conjunto com 24 marchas.

A versão passada vinha com um conjunto Altus antigo (de 2008, eu acho) também de 24 marchas. Há pouca diferença entre o Tourney de 24 marchas presente na ST500 atual e no Altus da ST500 antiga.

E disse interessante anteriormente porque o cassete Sunrace de 8v tem uma passagem de marcha mais sutil que os megarange da Shimano 7v.

No mais, o restante é um conjunto de passadores Shimano Tourney e pedivela triplo com movimento central ponta quadrada.

Essa transmissão é praticamente a mesma de outras concorrentes já citadas antes no artigo, como Oggi Hacker HDS e Sense Fun Comp.

5- Rodas

As rodas da Rockrider ST500 são compostas de aros 29 da Alexrim de 32 furos, parede dupla.

Aros com especificação parecida ao Alexrim em questão são encontrados na maioria das mountain bikes mais simples das linhas das marcas do Brasil. São resistentes o bastante para mountain bike de nível iniciante com um pé no intermediário e de manutenção muito barata.

Ainda na simplicidade, temos os pneus da ST 500, que ao meu ver devem ser os primeiros upgrades da bicicleta. Eles são os Rubena Mittas, presentes em quase todas as bikes desse preço no Brasil.

Não que sejam pneus descartáveis – longe disso – mas ela iria muito bem com um Kenda Small Block ou até mesmo um Pirelli Scorpion, por exemplo.

6- Freios

Sobre os freios da Rockrider ST500, são a disco hidráulicos Shimano MT200.

Esse é certamente um dos pontos chave da mountain bike, então vale o aprofundamento:

Freios a disco hidráulicos, no geral, já são muito mais robustos que freios a disco mecânicos (tem quem discorde, essa é minha opinião).

Além disso, boa parte das bikes de entrada nessa faixa de preço que vêm com freios hidráulicos possuem modelos inferiores. É o caso da Caloi 29, Hacker HDS e até mesmo a já esgotada ST500 Limitada. Todas vêm com modelo Logan.

O MT200 da ST500 é um freio que aguentará muuuito pedal antes que o ciclista sinta necessidade de m upgrade. Arrisco dizer que esse é um componente que nem faz sentido dar upgrade. Melhor mudar quando já for trocar de bike.

Excelente ponto a favor da MTB Rockrider ST500.

7- Custo X Benefício e concorrentes

Algumas das concorrentes diretas da Rockrider ST500 Seriam:

– Oggi Hacker HDS  – R$2978
– OX Glide 300 – R$2899
– Sense Fun Comp – R$3290
– Caloi 29 – R$2599

Tendo em vista que ela possui componentes iguais ou melhores que todas essas acima e que, mesmo sendo mais cara que a Caloi 29, ainda tem destaques como freios e quadros eu digo:

A Rockrider ST500 tem um dos melhores custo X benefício para bikes de entrada com freio hidráulicos do Brasil atual.

8- A Rockrider ST500 é para mim?

Se você:

  • Já pedala e agora que uma mountain bike de verdade;
  • Está apenas iniciando no esporte;
  • Não tem pretensão – pelo menos agora – de competir;
  • Quer eventualmente viajar de bike;
  • Quer investir por volta de de R$3000.

Pode considerar fortemente a compra da Rockrider ST500 como sua próxima mountain bike de entrada para uso iniciante.

Mas se você:

  • Quer treinar pesado;
  • Pensa em começar a competir;

Eu guardaria mais dinheiro e veria uma mountain bike intermediária

9- Onde comprar

Rockrider ST500 é vendida por R$2899 no site da Decathlon.com.br


Tags


You may also like

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}

Direct Your Visitors to a Clear Action at the Bottom of the Page